Revista Brotéria

  
Revista Brotéria

 

Director António Júlio Trigueiros, SJ
Conselho de Direcção António Vaz Pinto, SJ
Francisco Correia, SJ
Vasco Pinto de Magalhães, SJ
Conselho de Redacção   António Júlio Trigueiros, SJ
António Vasconcelos de Saldanha
Carlos Capucho
Francisco Correia, SJ
Francisco Malta Romeiras
Francisco Sarsfield Cabral
Guilherme d'Oliveira Martins
Henrique Leitão
Joaquim Sapinho
José Carlos Seabra Pereira
Manuel Braga da Cruz
Miguel Corrêa Monteiro
Vasco Pinto de Magalhães, SJ
Recensão e Crítica Francisco Pires Lopes, SJ
Carlos Maria Bobone
Secretariado Ana Maria Pereira da Silva
Ana Rodrigues
Isabel Tovar de Lemos
Design Gráfico Teresa Olazabal Cabral
 

Conselho de Direcção e de Redacção

Contacto António Júlio Trigueiros, SJ
Director
Contacto
Contacto António Vaz Pinto, SJ

Contacto
Contacto Vasco Pinto de Magalhães, SJ

Contacto
Contacto Francisco Sassetti Mota, SJ

Contacto

Conselho de Redacção

Contacto Carlos Capucho

Contacto
Contacto Carlos Maria Bobone

Contacto
Contacto Francisco Malta Romeiras

Contacto
Contacto Francisco Sarsfield Cabral

Contacto
Contacto Guilherme d'Oliveira Martins

Contacto
Contacto Henrique Leitão

Contacto
Contacto Joaquim Sapinho

Contacto
Contacto Manuel Braga da Cruz

Contacto
Contacto Margarida Neto

Contacto
Contacto Miguel Corrêa Monteiro

Contacto

Índice Abril 2019

 Descarregar PDF

ABRIL 2019 - (In)compatibilidade do Islão e Democracia

O interesse por este tema surgiu pela leitura de uma obra muito interessante de Amartya Sen, intitulada «Identidade e Violência» , onde o autor faz uma critica à nossa visão do mundo  e à caracterização dos «outros» (os Ocidentais sobre os Muçulmanos e os Muçulmanos face aos Ocidentais) reduzida a apenas uma identidade, ou seja, caracterizam a sociedade e os seus cidadãos numa base identitária unidimensional -  a religiosa – esquecendo outras identidades importantes como a profissão, a familiar, a social, a moral, a política, entre outras. 

Ler artigo

MARÇO 2019 - Venezuela: Um Jogo de Espelhos

A situação atual da Venezuela não pode ser entendida senão à luz da sua História e de um complexo contexto geoestratégico que deve ter presente o constitucionalismo democrático e a coesão económica e social. Diversas análises coexistem. Invocam-se razões ideológicas, joga-se com a vida das pessoas como se fossem escudos humanos, mas a verdade é que o grande desafio corresponde à necessidade de repor as instituições a funcionar e de garantir, em simultâneo, a satisfação das necessidades básicas e o respeito dos direitos fundamentais.

Ler artigo

You are here: Página Inicial Revista Brotéria Quem somos